Polícia
17 de Dezembro de 2013 - Diário de SBO


Presas fazem rebelião na cadeia pública em Santa Bárbara




Foto Divulgação

Uma rebelião, no final da tarde de domingo, na Cadeia Pública Carcereiro Pedro Cromo, em Santa Bárbara d'Oeste, terminou com uma tentativa frustrada de fuga e ainda com uma das detentas indiciada por tentativa de homicídio contra o carcereiro, R.F.L,43, que foi mantido como refém.

Quando as presas acessavam a última porta para deixarem a cadeia, num prédio anexo a Delegacia do Municipiop, a Guarda Civil percebeu a movimentação e elas recuaram. "Estávamos apresentando ocorrência no Plantão Policial de um indivíduo procurado, quando ouvimos um barulho dentro da cadeia aparentando ser uma rebelião. Elas estavam acessando a porta de saída quando nos viram e retornaram. Uma grande maioria teria ganhado acesso a rua se não estivéssemos aqui", disse o subinspetor da Guarda Civil, Ailton Sandrin.

O carcereiro foi rendido pela detenta, F.G.S, 26, que tentou esfaqueá-lo, sendo contida pelo próprio policial civil, no momento que ele retirava o lixo e servia o jantar. A negociação demorou cerca de uma hora e ele teve um corte na mão.

"Elas não fizeram pedidos nenhum, as forças policiais de Santa Bárbara d'Oeste, Polícia Civil, Polícia Militar e Guarda Civil conseguiram numa ação rápida retirar o carcereiro. Foi uma tentativa de fuga frustrada. Ele (carcereiro) tomou todas as providências e todas as determinações que nós temos para esta situação", afirmou Cornacchione.

A mulher foi indiciada por tentativa de homicídio e transferida para a cadeia de Leme. "Elas não fizeram pedido nenhum, as forças policiais de Santa Bárbara d'Oeste com a Polícia Civil, Polícia Militar e Guarda Civil conseguiram numa ação rápida retirar o carcereiro. Foi uma tentativa de fuga frustrada. Ele (carcereiro) tomou todas as providências e todas as determinações que nós temos para esta situação", afirmou Cornacchione. Atualmente, a cadeia está com 70 detentas e seu limite é de 80 presas.