Amev será beneficiada com R$ 47 mil do Troco Solidário da Havan

Ano passado, as 141 unidades da Havan arrecadaram R$ 11,4 milhões, que beneficiaram 206 entidades

A Amev (Associação Assistencial para Melhoria de Vida) , localizada no Vista Alegre, irá receber R$ 47 mil da Campanha Troco Solidário da Havan. O recurso foi arrecadado pela filial da rede, localizada à Rua da Agricultura, no município, durante o segundo semestre de 2019. 

Ano passado, as 141 unidades da Havan arrecadaram R$ 11,4 milhões, que beneficiaram 206 entidades.  A divulgação do valor foi feito ontem (16) pela rede. As entregas dos valores às instituições, através do cheque simbólico da campanha, acontecem no início de fevereiro.

Desde 2010 foram arrecadados mais de R$ 21 milhões em todo o Brasil, em benefício de mais de 800 instituições. A doação do montante arrecadado é feita a cada seis meses e a cada edição contempla uma entidade diferente.

O diretor-presidente da rede, Luciano Hang, afirma que a campanha é uma forma de a empresa, seus colaboradores e clientes retribuírem às entidades e aos seus voluntários, pelo trabalho realizado nas comunidades. É com muito prazer que entregamos este valor para as entidades. O Troco Solidário é um trabalho de quatro mãos, em que os colaboradores conscientizam os clientes sobre a importância da doação, que tem o objetivo de auxiliar as instituições onde a Havan tem lojas. De pouco em pouco é que se consegue muito para ajudar quem faz bastante”, finaliza.

O presidente e a coordenadora pedagógica da Amev, respectivamente, Manoel Antonio dos Passos e Rita de Cássia Martins Souza, agradeceram a Havan e todos que colaboraram com a campanha. “O nosso sentimento é de gratidão”, destacaram. Por sua vez, a diretora Nilzamara Sartre de Oliveira disse: “ Agradecer a parceria da Havan com a Amev, sobretudo pela confiança depositada  em nosso projeto, o qual, o nosso maior objetivo é o estimular nossas crianças a se tornarem pessoas do bem, adultos responsáveis, promissores e protagonistas de um futuro bem melhor para o Brasil e, consequente para eles próprios”.